Adotem irmãos!

Isso tudo mundo sabe: um dos motivos pelos quais a espera pelo filho adotivo pode ser longa é porque muitos pretendentes querem apenas uma criança e boa parte das crianças que procuram uma nova família têm irmãos. E aí a conta não fecha.

Só que eu não entendo por que vocês não querem adotar duas (ou mais) crianças, gente. Não entendo.

Vocês podem me dizer que já têm outro(s) filho(s)  e querem só mais um, vá lá, mas duvido que seja o caso da maioria. Acho que a maioria dos pretendentes ainda não têm filhos, mas é um chute. Assumindo que a maioria dos pretendentes ainda não têm filhos, eu não consigo entender MESMO.

Porque, pessoas, é assim: ter um filho só na vida é muito egoísmo, tá? Nenhuma outra desculpa cola. Vocês querem dar tudo do bom e do melhor para o filho único, né? Coisas materiais, vocês querem dizer, porque amor, atenção, afeto e carinho não têm limites no estoque de um pai ou de uma mãe. Vocês querem dar todo o dinheiro de vocês para um único filho, então. Mas eu não trocaria minhas irmãs por uma escola bilíngue, por férias na Disney, por várias atividades extracurriculares e videogames.

É mais fácil ter um filho só, eu sei, porque quando estou com apenas um dos meus filhos eu vejo o quanto é fácil. Menos difícil, na verdade, porque filho nenhum é fácil. Nem deveria ser fácil. E é fácil só para os pais. Para a criança, ser filho único não deve ser mais fácil. (amigos queridos que têm só um filho, não me odeiem)

Eu acho muito egoísmo privar o próprio filho de uma das coisas mais bacanas, mais lindas, mais imensuravelmente legais que a gente pode ter na vida: irmão. Aquele com quem a gente brinca, com quem a gente briga, que esconde as bobagens que a gente inventa de fazer, que divide a mesma mãe e/ ou mesmo pai para reclamar deles, que nos faz companhia, que na vida adulta vira tio(a) dos nossos filhos e que divide as preocupações com nossos pais velhinhos. Se querem dar tudo do bom e do melhor para seus filhos, comecem dando para eles irmãos.

Ah, mas adotar duas crianças de uma vez só é muito difícil. É mesmo. É destruidor, avassalador, abala as estruturas da família toda. É tipo um atropelamento diário. Mas vocês podem optar por puxar o band-aid de uma vez só ou ir de pouquinho em pouquinho. Essa segunda opção traz duas desvantagens, na minha humilde opinião: 1) vocês vão enfrentar duas (ou mais) vezes a fila de espera pelo filho e 2) quando você achar que a criança número 1 está perfeitamente adaptada na família, a criança número 2 vai chegar e bagunçar tudo de novo. Você vai adaptar duas crianças a uma nova dinâmica na família de qualquer jeito, sorry. Parem de sofrer para entrar na piscina gelada. Pulem logo de uma vez!

Anúncios
Etiquetado , , ,

4 pensamentos sobre “Adotem irmãos!

  1. Karla disse:

    Desculpe, mas não concordo. Quero adotar uma criança só por vários motivos, mas não tem nada a ver com razões financeiras. Acho que duas crianças de uma vez só é complicado (parabéns pra vc, que consegue dar conta de gêmeos). Mas pra mim que nunca tive filhos e quase não convivo com crianças, acho que não saberia lidar.
    E tem outra questão: irmãos não são garantia de nada nessa vida. Tenho dois irmãos mais novos (com diferença de dois e quatro anos), e depois da adolescência, tornaram-se dois estranhos para mim. Só nos encontramos qdo visito meus pais (meus irmãos ainda moram lá), e mesmo assim, quase nem conversamos. E não houve nenhuma briga. Simplesmente, não temos nada em comum.
    Na família do meu pai foi a mesma coisa. Ele teve três irmãos, e mal conviveu com eles depois de adulto. Inclusive, passou 25 anos sem falar com a única irmã após uma briga.
    Então, não acho que seja egoísmo “privar” minha futura filha de um irmão ou irmã. Quem garante que eles seriam amigos no futuro? Espero que seus filhos sejam amigos para sempre, mas saiba que não existe nenhuma garantia sobre isso.

  2. Annie Baracat disse:

    Eu so não adotaria duas crianças ao mesmo tempo por questões financeiras. Sou solteira, não sou a pessoa mais bem paga do mundo, e eu quero poder oferecer ao meu filho (a) uma educação escolar de qualidade, e com dois, eu provavelmente não conseguiria. Só por isso.

  3. Virgínia disse:

    Acredito que opiniões devem ser respeitadas, especialmente quando são diferentes das nossas, sou solteira, optei por ter filhos através da adoção, e depois de muita pesquisa, de conversar com outras mamães adotantes, e de chegar a conclusão que de qualquer maneira nunca me vi mãe de um único filho, mudei meu cadastro para até dois bebês… Não que minhas condições financeiras sejam as melhores, ou que eu não deseje o melhor desse mundo para meus filhos, só acredito que se já vierem os dois de uma única vez, evitarei o transtorno de ter que esperar anos até encontrar meu segundo bebê… embora pareça uma grande loucura da minha parte, fico pensando que se fosse uma gestação de gêmeos, eu ia ter que me adequar a nova vida, então, sem problemas!

  4. Julia disse:

    Kkkkkkkk isso aí. Melhor formar logo uma família inteira de uma vez do que entrar na fila várias vezes.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: