Um elefante incomoda muita gente

UM ELEFANTE INCOMODA MUITA GENTE. NÃO COMER CARNE INCOMODA MUITO MAIS. (João Valio)

Encontrei essa frase no Facebook desse moço e estou apenas citando a fonte. Não o conheço. Aliás, não tenho muitos amigos vegetarianos ou veganos. Há muito pouco tempo fiz esse levantamento e só encontrei alguns ex-colegas de trabalho, a nutricionista e meu marido. Ninguém na família, nenhum amigo bem próximo. Não que isso seja um problema, isso só me mostra que somos minoria.

Aí é batata: você entra em um restaurante/ lanchonete/ café com alguém, faz perguntas sobre os ingredientes do prato para o garçom (tem leite aqui, moço? vai ovos?) e a pessoa que está com você imediatamente faz uma cara de espanto como se você tivesse pedido para incluir larvas vivas no prato e começa a discursar sobre os malefícios de não comer carne e sobre o quão normais são os processos de criação e abate de animais.

Gente, só deixem os vegetarianos e veganos comerem o que quiserem. Apenas deixem.

Em geral, eu nunca tento enumerar as razões pelas quais me tornei vegetariana e depois vegana porque são análises muito complexas para a cabeça do cidadão comum que não está aberto a pensar. Passam por saúde, meio ambiente e sofrimento animal. Mas não acho errado comer carne, acho uma escolha. Simples assim.

Pessoas lindas, aceitem a diversidade. É só isso que precisa ser feito. Aceitem a diversidade. Aceitem que existem pessoas felizes e esclarecidas que não consomem produtos de origem animal, que não acreditam em deus, que namoram com pessoas do mesmo sexo, que escolheram andar de bicicleta em São Paulo, que não consomem TV aberta ou fechada, que escolheram a adoção em vez da gravidez, que se separaram do pai/ mãe de seus filhos, que não querem fazer depilação. Aceitem a diversidade, só isso. Você também é feliz e esclarecido em suas escolhas, deixe o resto ser também.

Por um acaso (ou não por acaso), estou fazendo uma oficina de escrita criativa com seis mulheres e somos três veganas e uma se tornando vegetariana. Ai, quanto amor poder almoçar sem ninguém julgando meu prato de comida, gente! Coisa linda examinar o cardápio, fazer perguntas pro garçom, fazer um pedido com algumas substituições e comer conversando sobre outros assuntos que não o meu prato, a minha falta de proteína e se morro de vontade de comer brigadeiro em festa infantil.

Só pra ficar claro:

Aceitem a diversidade.

Aceitem a diversidade.

Aceitem a diversidade.

O mundo vai ser bem mais legal quando todo mundo aceitar a diversidade!

Anúncios
Etiquetado , , , ,
%d blogueiros gostam disto: