O medo e a curiosidade

Eu tinha medo de engravidar durante o colégio, porque eu tinha que estudar muito e entrar na USP.

Eu tive medo de engravidar nos primeiros anos de faculdade, porque eu dependia das minhas notas para escolher a engenharia que queria fazer e não podia perder aula por causa do parto.

Aí eu tive medo de engravidar nos demais anos de faculdade, porque eu precisava me formar.

E tive medo de engravidar logo depois de me formar, porque tinha que terminar o programa de trainee, terminar o mestrado, pagar o financiamento do carro.

A partir daí, tive medo de engravidar e estacionar minha carreira, porque eu tinha que ser promovida várias vezes.

Casei e tive medo de engravidar logo e não aproveitar a vida de casada sem filhos.

Aí quis adotar e tive medo de engravidar durante a habilitação para adoção, porque achava que não iriam me aprovar com um bebê na barriga.

Aí adotei gêmeos e tive medo de engravidar, porque… é óbvio, né?

Só que acho que o relógio biológico me pregou uma peça e comecei a ter curiosidade. Tenho vontade de engravidar para saber como é esse negócio de gravidez: o filho crescendo na barriga, o corpo mudando, o amor por um ser que nunca foi visto.

Mas só tenho curiosidade para saber como é estar grávida. Não tenho curiosidade para saber como é ter o terceiro filho. Nenhuma, para ser bem sincera. Racionalmente, nasci para ser mãe de dois.

Então eu fico pensando como seria legal engravidar sem querer. Porque aí não tem jeito, o bebê veio sem querer e tem que encarar. Aí mato a curiosidade e depois crio três.

Mas com tanto medo de engravidar, eu nunca vou ficar sem pílula e sem camisinha. Porque vai que engravido, que medo. E não acho que alguém que usa dois métodos anticoncepcionais vá engravidar sem querer. Pelo menos, espero que não, que medo de engravidar, credo!

Para resumir, vou passar por esta vida sem saber qualequié.

Mas fico feliz que não tive essa curiosidade antes de adotar. Porque acho que não teria encarado gêmeos na adoção se já tivesse uma criança em casa. E aí não teria sido escolhida pelo Isaac e pela Ruth, e nem consigo pensar em passar por esta vida sem os dois. Nenhuma outra criança seria tão legal quanto eles.

Anúncios
Etiquetado ,

5 pensamentos sobre “O medo e a curiosidade

  1. ribeirojoy disse:

    Te entendo perfeitamente. Já eu estou na fase: Ai! Que medo de ter filhos! Mais ou menos pelos mesmos motivos que vc colocou. Mas sobre querer engravidar, talvez você nunca saiba como é, mas é questão de escolha. Existem tantas mulheres que tb nunca saberão a sensação de adotar. Gosto muito daqui. Fique à vontade para dar uma olhada no meu blog: sobre adoção. bjo

  2. Greice disse:

    Aii Ruri… eu sou uma canceriana muito da melosa, porque eu terminei teu texto me emocionando.

  3. […] medo dessa premonição de algo macabro que poderia acontecer (não, não, não, não quero ter três filhos) ou de ser chamada de barriguda na cara […]

  4. Marina disse:

    Eu já sou o contrário. Antes de casar, vivia pensando em engravidar (queria três filhos). Daí me casei e esperei quatro anos pq estava fazendo faculdade (tardia, diga-se de passagem). E qdo fui tentar, descobrimos que meu marido tinha problemas de fertilidade.
    Tentamos duas FIVs que não deram certo, e depois partimos para a adoção (ainda estamos na fila).
    Hoje, a minha vontade de engravidar é ZERO. Primeiro pq já vou adotar, segundo pq já tenho 39 anos e terceiro pq não teria mais pique pra cuidar de duas crianças, já que vamos adotar uma só. Enfim, não tenho nenhuma curiosidade pela gravidez.
    E se pensarmos bem, ainda tem alguns bônus: não engordar, não sofrer os incômodos de uma gravidez, não aturar palpites de chatos sobre a gravidez, escolher o sexo (no meu caso, sempre fui louca pra ter uma menina). Hoje não consigo me imaginar sendo mãe de outra forma que não seja pela adoção.

  5. […] vida sem a gravidez. Um pouco antes, na semana do meu aniversário de 34 anos eu publiquei outro post também falando sobre gravidez. Não tinha me dado conta até agora, mas eu senti os 35 chegando […]

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: