“Eu primeiro!” ou “agora é minha vez!”

Brigar, sempre brigaram, desde bebês. Mas de um tempo pra cá eles começaram a disputar as coisas. Tudo o que você pode imaginar.

Lembro de como começou a disputa por apertar o botão do elevador. Até certa idade, eu não deixava apertar. Depois ensinei qual era o botão do térreo e o botão do nosso andar e eles começaram a disputar quem iria apertar o botão.

Quando percebi, disputavam quem iria tomar banho primeiro (ou por último, depende do que está acontecendo), quem iria se sentar ao meu lado na mesa do restaurante, quem iria escolher o filme que vão assistir (não, não, entrar num consenso é pior), quem iria desligar a TV, quem iria brincar com um brinquedo (não, brincar junto também não dá).

Problema que todas as coisas que geram disputas acontecem em periodicidades totalmente diferentes. Eles usam o elevador pelo menos duas vezes por dia. Assistem um filme uma vez por semana, mas em geral assistem por partes, então a TV é desligada umas três ou quatro vezes por filme. O banho é diário, o restaurante é esporádico.

Agora quem é que lembra quem foi o último que sentou ao meu lado ou o último que escolheu um filme? Por que quando eles chegam da escola eu tenho que ficar repassando o que aconteceu de manhã para lembrar quem apertou o botão? E se eu estiver sozinha com um deles e esse um apertar o botão, conta ou não conta? Se for a vez do outro, eu que aperto? Como eu faço pra lembrar que de lado cada um estava na última vez que fomos ao teatro, gente? E ai de mim se tentar praticar alguma injustiça. Se eu errar, recebo um bico do tamanho do mundo de volta.

Acabamos de voltar de uma viagem de seis dias e quase comprei um caderninho pra anotar quem tinha se sentado ao meu lado nos restaurantes, quem entrou no banho antes, quem mexeu no meu celular no metrô, quem apertou o botão do elevador. Fora a negociação de oito horas para definir quem iria se sentar ao meu lado no avião na ida.

Cara, que cansativo. Se alguém souber de algum aplicativo onde eu possa registrar as maluquices e simplesmente perguntar “quem toma banho primeiro hoje?”, me avisa, que tô pagando bem pelo serviço.

Se você é mãe de mais de uma criança, proponho um abraço coletivo. Se tem uma e tá pensando na segunda, mano: se prepara!

Anúncios
Etiquetado , ,

5 pensamentos sobre ““Eu primeiro!” ou “agora é minha vez!”

  1. Ana Luisa disse:

    Pensei que você pode definir que determinada coisa é sempre um deles que faz primeiro. Ex. A Ruth sempre aperta o botão do elevador primeiro, então o Isaac sempre abre a porta primeiro. No restaurante, um senta do seu lado sempre; o outro tem direito de escolher o prato primeiro.
    Outra ideia é o dia do primeiro: num dia da semana, a Rtuh tem direito a escolher tudo primeiro. No outro, o Isaac.
    🙂

  2. Vanessa disse:

    Bora pro abraço coletivo! Ser mãe não eh fácil, mas ser mãe de 2 eh um tanto quanto mais….

  3. Annie Baracat disse:

    qdo comecei a ler seu blog, no inicio deste ano, após o curso de adotante do forum, me apaixonei pela idéia de ter dois… mas ja me convenceram a ter um so… ou pelo menos…. um agora, ou mais tarde….. 🙂

  4. Renata Cantáfio disse:

    De dia um deles aperta o botão e à noite o outro, por exemplo! Revezamento por semana para sentar-se ao seu lado e escolher as coisas e na outra semana o outro! Será que funcionaria?

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: